Tuesday, June 02, 2009

Quem és tu?

Estou extremamente inquieto! No peito trago um sobressalto que não sei descrever ,e na cabeça uma confusão louca, uma desorganização confusa que não sei como expor. Um carrossel, aquela sensação de looping loopado que só eu sei apelidar. No corpo uma ânsia desmedida quase frenética, as mãos esfregam a cara e a saliva dos lábios, os braços encostam-se um no outro ,e o pé bate-bate sem parar no soalho que repete sonoramente o batuque activando todos os meus sentidos que já então sobressaltados mais alerta ficam.
É sempre esta falta e este vazio... É sempre este vacilar de postura que teima em chegar numa fraqueza flácida que corrompe os meandros da minha voz.
Tocam à campainha! Os meus olhos percorrem todo o percurso imaginário que o impulso eléctrico descreve ao longo do fio, que à velocidade da luz se transforma em som. Corro à porta, suado nas mãos e nos cabelos. Afoito espreito, e não me surpreendo, embora me tenha sentido assustado como se o meu próprio medo contivesse a força de um vulcão prestes a explodir num pânico imenso. Aberta a porta, ela entra, toma o seu lugar junto ao piano, e toca, talvez a mais bela melodia que eu alguma vez me lembro de ter ouvido. Estava frio, cada vez mais frio. As folhas da velha trepadeira estavam agora mais escuras, e a textura da parede assemelhava-se cada vez mais à do gelo. Soltei aquilo que pareceu ser um som qualquer na esperança de vislumbrar o bafo, que então se soltava sob a forma de fumo... estava certo, estava frio. Conjuguei na minha cabeça uma questão que se formulou a custo - Quem és tu? - O Piano parou. Os seus olhos cercaram os meus num só impulso, lento, e preciso... Eram da cor do gelo! Eram, da cor, do, gelo! . . .

5 comments:

Mariana said...

looping loopado.. interessante. pah, estás cada vez melhor.. acho que os senhores da CM Almada lêem o teu blog lol that's the only explanation. já agora, se estiverem a ler o meu comment, acabaem lá com o metro que aquilo lixa-me os horários todos de manhã por causa dos semáforos. obrigado.
adoro o mano*

AR said...

Antes suar com olhos da cor do gelo do que tremer perante olhos cor de fogo.

:)*

Anonymous said...

andamos desencontrados e continuo a precisar d falar ctg
juro q ligo amanha *

Anonymous said...

É sempre essa falta e esse vazio que se tornam inimigos de uma alma já por si só fragilizada.

André said...

Esconder os olhos ao agarrar um cão é por si só um mau presságio.

How Many