Friday, February 22, 2008

Continuar...é hora

Já não chove...
As gotículas ainda deslizam sobre os caminhos
Que a água escolhe traçar na janela
Ainda dormes, e nem suspeitas de nada...

Sobre teu corpo, um fino lençol de seda branco
Teu ar sereno e doce... teu respirar breve...leve
A suavidade confortante com que as tuas mãos se seguram,
Se entrelaçam...
As finas pálpebras, puras imóveis...
Que nem desconfiam que estou mesmo a olhar para ti

Assalta-me a vontade de te afagar os cabelos,
De luz, contornam teus ombros...
Moldam-se ao teu mundo

Meus lábios pedem pelos teus
Mas... não posso acordar-te...não quero acordar-te
Prefiro ver-te daqui
Quero ficar mais um pouco a contemplar este quadro

Com o que é que sonhas meu amor?
Que expressão de paz é essa!?
Que felicidade... Sorris enquanto dormes
Pairas no teu sonho... meu amor

Estou aqui... estou-te a ver... estou por perto
Xsiiu... Dorme linda*

2 comments:

Cão said...

amigo andré... quem gosta de escrever irá adorar faze-lo ao ver o seu amor dormir. agora, o resultado final nem sempre é o mais agradavel. torna-se muitas vezes piroso. neste caso, acho que conseguiste estar acima do simples plano lamexas. parabens! gostei muito...

Faz sol said...

humm..

*

How Many