Sunday, March 23, 2008

Cor ?

Desta vez não é a fingir...
Desta vez estou mesmo mal
As hostes agitam-se para a derradeira batalha
Travada com lágrimas e flores

A morte adivinha-se e o céu escurece
Levanta-se o pó do tempo...
Exumam-se as lembranças
É tempo de queimar tudo...

E eu sei, que até que a ultima brasa se extinga
Será impossível renascer...
Resta esperar...
Será que o sol fará despontar de novo vida?
Será... que o revolver da terra trará o necessário...

Não sei, e lamento-o com toda a força do mundo
Vão-se rindo, de tão lamentável duvida...
Qualquer que seja a resposta, esta...
Será mais favorável para mim

E hoje, nega-se o beijo, cerram-se os lábios...
E treme a pele arrepiada, pela água gélida que cai como punhais
E leva o que resta, de tudo o que já foi um dia, Cor.


Açoteias, Março de 2008

17:17
19/3/2008

3 comments:

deei. said...

gostei.*

deei. said...

tu sabes.*

Faz sol said...

ai tu! ja sabes o que penso :)
beijinhos

How Many